Your Cart

COSMÉTICOS A PEDIDO

Impulsione a sua aventura cosmética com a Carmel Cosmetics Labs

Explore guias inestimáveis e conselhos valiosos – o seu recurso essencial para lançar, crescer e prosperar na indústria dos cosméticos.

Marketing de cuidados com a pele: 7 estratégias para vender produtos de beleza

Criar uma linha de cuidados para a pele é uma coisa, mas comercializá-la é outra bem diferente. Aprende a escrever descrições de produtos poderosas que atraem clientes e a comercializar eficazmente os cuidados com a pele utilizando as redes sociais, os influenciadores e as estratégias de SEO.

Se vendes cremes, séruns, sabonetes ou outros produtos de cuidados da pele e do cabelo online, desenvolver um plano eficaz de marketing e branding para os cuidados da pele é uma das formas mais eficazes de aumentar as vendas e a notoriedade dos teus produtos.

Os planos de marketing eficazes podem incluir campanhas nas redes sociais, trabalhar com influenciadores e criar conteúdos – e voltaremos a isso – mas começam com as bases do teu negócio. Esta é a tua marca, a descrição dos teus produtos e a forma como te destacas dos teus concorrentes.

Conhecer a voz única da tua empresa e saber para quem vendes é o primeiro passo para saber como comercializar a tua marca. Cada marca de cuidados da pele é diferente na forma como escolhe os seus clientes, o seu aspeto e a sua seleção de produtos.

Dito isto, as empresas de cuidados da pele partilham algumas características comuns e é útil analisar as semelhanças mais significativas para colocar as seguintes questões: como deve ser uma página de produto? Que pormenores é que os clientes querem ver destacados? Como é que os clientes descobrem o seu próximo produto favorito?

Nesta visão geral, vamos analisar a estratégia de marketing para os cuidados com a pele, ideias promocionais para os cuidados com a pele, publicidade para os cuidados com a pele e muito mais.

Mesmo as empresas com um produto excelente podem ter dificuldade em fazer vendas se a sua estratégia de marketing não estiver à altura.

Segue-se uma visão geral dos diferentes tipos de marketing que podes utilizar para chamar a atenção para os teus produtos de cuidados da pele.

1. Compreende a tua marca de cuidados de pele, os teus concorrentes e o teu mercado-alvo

Decidir exatamente o que é a tua marca e quem a vai comprar é o primeiro passo do teu marketing. Não podes dizer aos teus potenciais clientes o que podem esperar da tua gama de produtos de cuidados da pele enquanto não souberes exatamente o que estás a vender e porquê.

Definir a tua marca de cuidados de pele

A tua marca é mais do que o teu logótipo e o teu nome comercial. Inclui estes elementos, mas também define a tua proposta de valor. É uma questão de determinar quais os benefícios que podes oferecer aos clientes quando utilizam o teu produto. A tua proposta de valor tem de ser específica, distinguir-te dos teus concorrentes e dizer aos compradores qual o problema, ou “ponto fraco”, que podes resolver para eles.

Algumas perguntas a fazer a ti próprio:

  • O que é que os teus produtos podem fazer que os outros não podem? São mais fáceis de utilizar ou mais eficazes do que as dos teus concorrentes?
  • Que problema de pele, de higiene ou de cosmética podem os teus produtos resolver ou melhorar?
  • O que torna a tua linha de cuidados de pele única? Utilizas ingredientes especializados ou totalmente naturais? Estás empenhado em adotar práticas respeitadoras do ambiente?

Tens de ser preciso. Dizer que a tua marca é “o melhor tratamento de pele do mundo” é vago, exagerado e não diz nada aos teus clientes sobre os teus produtos. Por outro lado, um slogan como “Clean skincare made from the best ingredients” diz às pessoas que estás empenhado em utilizar ingredientes naturais de alta qualidade e que és transparente quanto à composição dos teus produtos.

Vê a Glossier, por exemplo. A marca descreve-se como “The New Beauty Essentials” e “Skincare & Beauty Products Inspired by Real Life”. Por conseguinte, os clientes podem esperar produtos fáceis de utilizar e a marca oferece uma coleção de produtos básicos de cuidados da pele, tais como produtos de limpeza e hidratantes. The Ordinary significa “Fórmulas Clínicas com Integridade”, o que significa que podes esperar produtos bem testados com resultados comprovados que te fazem imaginar alguém com uma bata de laboratório. Esta imagem de marca reflecte-se na embalagem, que tem um aspeto simples que destaca os ingredientes activos de cada produto.

Tenta olhar para diferentes marcas importantes de cuidados de pele para veres como os seus slogans e designs se relacionam entre si.

Compreender o mercado dos cuidados da pele

O próximo ponto da tua lista de verificação é descobrir quem são os teus clientes e o que os teus concorrentes estão a fazer. Este é um elemento-chave no lançamento de uma campanha de marketing, uma vez que não queres desperdiçar tempo e dinheiro valiosos a tentar vender a pessoas que nem sequer estão interessadas em cuidados de pele. Por exemplo, é provável que tenhas dificuldade em vender séruns anti-envelhecimento a adolescentes.

Conhecer o teu público-alvo vai ajudar-te a adicionar outros produtos, porque já sabes o que os teus clientes querem ver.

Tira algum tempo para te perguntares:

  • Qual é a idade, o sexo, a origem étnica e o nível de rendimento dos teus clientes?
  • Quais são os teus interesses e passatempos?
  • Onde é que eles vivem?
  • Quais são as plataformas de redes sociais que mais utilizam?
  • O que é que eles esperam dos produtos de cuidados da pele que utilizam?
  • Que produtos utilizam atualmente?
  • O que é que os motivaria a experimentar um novo produto?

Podes ir mais longe, analisando a tua própria base de dados de clientes, entrevistando os teus clientes com uma ferramenta como o SurveyMonkey ou pesquisando dados de sectores de terceiros.

Para teres uma ideia do mercado dos teus concorrentes, consulta os seus sítios Web, anúncios e publicações nas redes sociais para veres como vendem. Como é que são os modelos? Em que ambientes colocam os seus produtos? Transmite uma sensação de luxo ou algo mais acessível?

2. Escreve descrições eficazes de produtos de cuidados da pele

Um dos elementos-chave de um marketing eficaz é a tua capacidade de compreender e contrariar as principais objecções dos teus clientes, ou seja, todas as razões que os levam a hesitar em fazer uma compra. Não é suficiente apresentar uma imagem do produto e um botão “Comprar agora” de cor viva, especialmente se estiveres a vender um produto de luxo para a pele.

Os receios dos clientes desempenham um papel decisivo na sua decisão de comprar ou não. Para a maioria dos tipos de produtos de cuidados da pele, o maior receio das pessoas é “Será que funciona? As pessoas querem provas, mas estão sentadas em casa em frente aos seus ecrãs e não podem experimentar o produto. Como podes dissipar esse medo e fornecer provas concretas de que devem Adicionar ao carrinho?

Ao escrever descrições detalhadas dos produtos que abordam todas as potenciais objecções dos clientes, encoraja-os a comprar com confiança.

Quais são os resultados dos teus produtos de cuidados da pele?

As pessoas não compram produtos, compram resultados. Os clientes procuram soluções que os possam ajudar – os teus produtos são simplesmente uma ferramenta que utilizam para o conseguir.

Por exemplo, o interesse dos clientes por tratamentos contra a acne tem pouco a ver com o facto de encherem o seu armário de medicamentos com mais um produto. Compram estes produtos porque querem tratar e eliminar a acne.

As empresas encaram naturalmente os seus produtos como um conjunto de características. As características são importantes, mas para serem realmente bem sucedidos, os vendedores de produtos para a pele têm de começar a pensar no que os seus clientes querem e no que estão a tentar alcançar com a utilização dos seus produtos.

Vejamos o exemplo da descrição de uma máscara de noite anti-envelhecimento da Estée Lauder.

Nada neste texto diz realmente ao cliente o que a máscara vai fazer. Promete uma “hidratação jovem”, mas será que isso significa que é apenas um hidratante ou que trata as rídulas e as rugas? A frase “ajuda a manter a hidratação” significa que substitui um creme de noite? Termos como “mais fresco” ou “renovado” são agradáveis de ouvir, mas permanecem vagos.

Este tratamento para manchas de acne da Origins, por outro lado, é mais claro sobre o que o produto faz.

Nada neste texto diz realmente ao cliente o que a máscara vai fazer. Promete uma “hidratação jovem”, mas será que isso significa que é apenas um hidratante ou que trata as rídulas e as rugas? A frase “ajuda a manter a hidratação” significa que substitui um creme de noite? Termos como “mais fresco” ou “renovado” são agradáveis de ouvir, mas permanecem vagos.

Este tratamento para manchas de acne da Origins, por outro lado, é mais claro sobre o que o produto faz.

A descrição diz ao comprador que o produto funciona eliminando o sebo e corrigindo a descoloração – exatamente o que uma pessoa que sofre de acne pode estar à procura.

Ou este creme para a pele Dr.Jart+.

A descrição indica claramente o resultado, que é hidratar e atenuar as olheiras.

As tuas descrições não têm de ser longas, complexas ou poéticas: basta dizeres ao cliente o que ele pode esperar.

Para tornar as expectativas ainda mais claras, recomendamos que incluas na descrição instruções sobre a utilização do produto.

Ingredientes dos produtos de cuidados da pele

A possibilidade de consultar a lista completa de ingredientes de um produto está a tornar-se uma prioridade cada vez mais importante para os consumidores. As empresas de cuidados da pele devem adaptar-se a esta nova e crescente exigência de transparência por parte dos consumidores.

É frequente vermos empresas de cuidados da pele fornecerem uma lista parcial de ingredientes, mas optarem por não divulgar o resto. Mas pode não ser a melhor escolha. A listagem de todos os ingredientes é uma boa forma de estabelecer um clima de confiança com os potenciais clientes: mostras que não tens nada a esconder e que defendes as fórmulas que escolheste.

Olha para este óleo facial vendido pela Net-A-Porter, por exemplo. Faz uma lista de cada ingrediente e usa parênteses para explicar o significado de certas palavras que parecem confusas. Vale a pena notar que também não é necessário fazer demasiada promoção. A simples listagem dos ingredientes num separador ou numa secção à parte é suficiente para ganhar a confiança dos clientes.

Se uma parte da tua marca utiliza ingredientes naturais, esta é uma excelente forma de informar as pessoas. Mas se esse não for o teu estilo, também não há problema. Os produtos com ingredientes que não são 100% naturais, como os conservantes, não vendem necessariamente menos do que os seus equivalentes totalmente naturais – simplesmente atraem segmentos de clientes diferentes. Também neste caso, o que conta é a transparência.

Também podes destacar os ingredientes que não incluíres. No sítio Web da Sephora, por exemplo, as descrições dos produtos incluem uma secção intitulada “Chamadas de atenção para os ingredientes”. Indica se um produto contém ou não ingredientes controversos, como ftalatos (utilizados em plásticos), parabenos (um conservante) e sulfatos (frequentemente encontrados em produtos para o cabelo). Esta informação é útil para quem procura produtos que evitem estes ingredientes. A loja também tem um rótulo “Clean at Sephora” para produtos que não contêm uma lista de ingredientes controversos.

Também podes indicar se os teus produtos são veganos ou sem crueldade.

Fornece provas e análises dos teus produtos de cuidados da pele

Não há melhor forma de mostrar que os teus produtos são eficazes do que confiar nos resultados obtidos pelos clientes. Se os teus produtos tiverem sido testados por dermatologistas, menciona-o nas páginas dos teus produtos ou acrescenta um emblema ou um gráfico para o fazer sobressair ainda mais.

Outro exemplo é Estée Lauder. A descrição deste produto inclui um texto específico que destaca os efeitos positivos observados em mulheres de todos os grupos étnicos.

Embora o tamanho da amostra seja pequeno – e nota que a marca é transparente quanto a isso – os clientes ficam tranquilos.

Uma forma fácil de obter este tipo de feedback é permitir que os clientes deixem comentários, que comprovadamente ajudam a persuadir os compradores a dar o passo em frente.

É compreensível que estejas preocupado com as críticas negativas, mas mesmo as críticas menos brilhantes inspiram confiança, porque mostram que não mudas as críticas e que não as escondes.

A Sephora utiliza este aspeto em seu benefício, permitindo que qualquer pessoa com uma conta deixe uma avaliação.

Os clientes não só classificam os produtos e escrevem as suas impressões, como também podem incluir imagens que mostrem o efeito do produto na sua pele ou cabelo. Além disso, cada utilizador pode indicar o seu tipo de pele e de cabelo, para que os clientes possam ter a certeza de que a avaliação se aplica a eles. Também podes ordenar os produtos de acordo com a sua classificação mais elevada. Ao combinar todos estes elementos, os clientes da Sephora podem fazer o seu próprio marketing.

3. Tirar partido do marketing nas redes sociais

O marketing nas redes sociais para a tua marca de produtos para a pele pode ser uma excelente forma de gerar vendas, criar consciência da marca, encontrar influenciadores com quem trabalhar e fidelizar clientes. Além disso, estas ferramentas são de utilização gratuita, a não ser que estejas interessado em publicidade paga para produtos de cuidados da pele.

Mas implementar uma estratégia de redes sociais pode ser assustador. Há muitas plataformas a disputar a atenção dos utilizadores da Internet e pode ser difícil saber por onde começar. Por isso, o primeiro passo é não te deixares abater.

Aqui estão algumas das plataformas que podes experimentar:

  • Facebook
  • TikTok
  • Instagram
  • X (anteriormente Twitter)
  • Snapchat

Existem sítios mais especializados, como o Tumblr e as comunidades do Reddit, mas os sítios acima mencionados são os mais populares e mais frequentados e são os melhores sítios para começar.

Cada plataforma tem o seu próprio estilo de conteúdo, contas criadas especificamente para empresas e opções de publicidade integradas de autosserviço. O público do TikTok, por exemplo, aprecia muito a autenticidade e o facto de ver caras conhecidas. Podes ser muito preciso e granular ao escolheres os públicos personalizados do Facebook a segmentar. Enquanto o Snapchat e o TikTok são inteiramente baseados em vídeo, o Facebook, o Twitter e o Instagram permitem-te misturar vídeo e imagens fixas.

Com tantas plataformas ao teu alcance, é importante não te sobrecarregares. Ao tentares utilizar todas as plataformas ao mesmo tempo, corres o risco de te esgotares e de produzires conteúdos pouco convincentes que não geram o envolvimento que procuras. É melhor ser altamente eficaz em apenas uma ou duas plataformas do que tentar geri-las todas, especialmente se tiveres uma equipa pequena ou trabalhares sozinho.

Para começar, identifica uma ou duas plataformas nas quais queres estar presente e observa o que os teus concorrentes estão a fazer e como estão a utilizar as diferentes plataformas de formas diferentes.

Para cada plataforma, tens de decidir:

  • O que esperas ganhar com a plataforma (mais vendas ou maior conhecimento da marca, por exemplo)?
  • Quem é o teu público-alvo?
  • Qual é o teu objetivo (por exemplo, um determinado número de seguidores ou de compromissos no prazo de seis meses)?
  • Que tipo de conteúdo vais criar como parte das tuas competências?

Definir estas intenções manter-te-á no bom caminho e ajudar-te-á a decidir mais tarde se a tua estratégia está a funcionar ou se precisa de ser melhorada.

Quanto ao que realmente precisa de ser publicado, vejamos alguns exemplos.

Mostra como funcionam os teus produtos

A Purl Beauty atraiu 1,3 milhões de seguidores no TikTok com a sua conta @Facialmasklab. Usa esta conta para comercializar a sua máquina de máscaras, que permite aos utilizadores fazerem as suas próprias máscaras faciais em casa. Nos seus vídeos populares, mostra como criar máscaras utilizando uma grande variedade de ingredientes, como esta à base de chá verde matcha. Os vídeos dão-te ideias sobre como utilizar o dispositivo e são divertidos de ver. Podem mostrar, por exemplo, como aplicar um produto de limpeza ou um desmaquilhante para obter um look glamoroso, ou como utilizar um rolo facial.

Publica dias importantes utilizando as palavras-chave mais populares

Todos os dias, nas redes sociais, há uma oportunidade para marcar. Para o Dia Nacional do Café, a Lush partilhou fotografias e um link para a sua máscara Cup O’ Coffee no Twitter.

É uma forma divertida de incorporar um hash da moda no teu marketing e ganhar terreno. Tens um sabonete em forma de donut? O Dia Nacional do Donut tem lugar em junho. Utilizas produtos totalmente naturais? O Dia Nacional da Beleza Limpa realiza-se em julho. Visita este sítio Web para te informares sobre outros dias nacionais a planear.

Partilha conteúdos gerados por utilizadores e influenciadores

Se os teus clientes te encontrarem nas redes sociais, podes ser marcado por pessoas que publicam artigos sobre os teus produtos. Pode ser muito validante e emocionante de ver. Quando isto acontece no Instagram, por exemplo, podes facilmente repostar algo nas tuas Histórias.

Caso contrário, a melhor etiqueta é contactar o cliente e pedir-lhe autorização para publicar de novo, dando sempre o devido crédito ao cliente se reenviares a sua publicação. Podes até encorajar as publicações dos clientes oferecendo códigos de desconto às pessoas que o fizerem. Outra forma de distribuir este conteúdo é recorrer a influenciadores ou enviar produtos gratuitos.

Cria inquéritos ou listas de chamadas

Se não sabes o que publicar, por vezes só tens de fazer uma pergunta. Muitas plataformas incluem opções de sondagem, ou podes simplesmente pedir às pessoas que respondam nos comentários. Isto promove o envolvimento, incentivando as pessoas a interagir com as tuas mensagens.

4. Trabalhar com influenciadores no sector dos cuidados da pele

Começa com um caso de estudo: CeraVe. Atualmente propriedade da L’Oréal, a CeraVe é uma linha de cuidados da pele que trata o acne e que existe desde 2005. A sua imagem de marca tende a ser clínica – um visual simples que enfatiza que as fórmulas foram desenvolvidas com dermatologistas.

Em 2020, a CeraVe teve um momento viral quando o criador do TikTok Hyram Yarbro, mais conhecido como @hyram, elogiou a marca num conjunto de opções de cuidados de pele de farmácia. Hyram Yarbro pode não ser um dermatologista, mas construiu uma base de seguidores fiéis de mais de seis milhões de pessoas que confiam nos seus conselhos sobre cuidados com a pele.

A sua recomendação deu à marca um novo sopro de vida, gerando cobertura na Vogue, no BuzzFeed e na CNN. A L’Oréal contratou então Yarbro para se tornar um influenciador pago, criando conteúdos de vídeo para promover a marca.

Podes não ter o orçamento de marketing da L’Oréal ou a sorte de ser selecionado por alguém que já tem milhões de seguidores, mas isto mostra o poder dos influenciadores para criar buzz e até atrair a atenção dos meios de comunicação social.

Os influenciadores são geralmente classificados de acordo com o número de seguidores que têm. Segue um guia geral.

  • Nano influenciadores: 1.000 a 10.000 seguidores
  • Micro-influenciadores: 10.000 a 100.000 seguidores
  • Influenciadores de nível médio: 100.000-500.000 seguidores
  • Macro-influenciadores: 500.000 a 1 milhão de seguidores
  • Mega-influenciadores: 1 milhão ou mais de seguidores

O número de seguidores está relacionado com o montante da remuneração que um influenciador pode obter por aceitar um patrocínio. Os grandes influenciadores podem ter o maior público, mas um contrato com eles pode chegar a seis dígitos e pode ter de passar por um agente ou gerente. Estes contratos são mais complicados, mas são os que têm maior impacto.

Por outro lado, os influenciadores mais pequenos exigem menos dinheiro e provavelmente podes contactá-los simplesmente enviando-lhes uma mensagem direta ou um e-mail. Os dados também mostram que os nano-influenciadores têm taxas de envolvimento mais elevadas do que as grandes contas – 18% por mensagem em comparação com 4% para os mega-influenciadores, segundo a Grin.

Escolher os influenciadores com quem queres trabalhar requer um pouco de trabalho. Tenta procurar hashtags relacionadas com cuidados de pele em várias plataformas de redes sociais – TikTok, Instagram e Snapchat, por exemplo – e identifica influenciadores nesse espaço.

Quando tiveres encontrado pessoas que te interessam, contacta-as para saberes os preços e com quem gostarias de trabalhar. Lembra-te de que estás a falar com eles, por isso diz-lhes por que razão achas que a tua marca é adequada para eles.

Quando assinas um contrato de marketing de influência, é importante definir as tuas expectativas: estás a pagar por uma única mensagem? Uma história em várias partes? Uma série de vídeos? Se especificares claramente o que se espera de ti e o fixares num contrato, tudo será mais fácil para todos.

No caso dos cuidados com a pele, podes pedir ao influenciador que utilize o produto num vídeo ou que publique actualizações regulares sobre a eficácia do produto.

Também podes tentar a tua sorte enviando simplesmente produtos gratuitos aos influenciadores. Na indústria, os influenciadores chamam a estes brindes relações públicas e, quando é lançada uma grande linha de beleza ou de cuidados da pele, há muito entusiasmo sobre quem vai receber os cobiçados artigos.

Mas pode ser um risco. Muitos influenciadores com um número decente de seguidores não publicam artigos positivos em troca de produtos gratuitos. E mesmo que publiquem artigos, sem qualquer acordo ou contrato pago, não podes garantir que o que publicam seja positivo, ou mesmo que publiquem alguma coisa.

5. Investe no marketing de conteúdos

Criar conteúdo juntamente com os teus produtos pode ser uma forma inteligente de gerar tráfego e criar confiança, mostrando os teus conhecimentos. Mais de metade de todos os profissionais de marketing incorporam o marketing de conteúdos no seu negócio, e é uma forma eficaz de impulsionar o envolvimento e o tráfego de SEO e desenvolver a tua marca. Algumas pessoas conseguiram mesmo transformar um blogue num verdadeiro negócio.

Se tens uma empresa de cuidados da pele, provavelmente tens muitas informações úteis que os teus clientes gostariam de saber. Criar um blogue é uma forma natural de partilhar esta informação.

Graças às tuas competências em SEO (ver abaixo), podes pensar nas perguntas que os teus clientes podem ter e responder-lhes nas tuas próprias publicações no blogue. Lembra-te que as pessoas procuram informações úteis e não apenas publicidade a produtos, por isso utiliza os teus conhecimentos para as ajudar. Joga também com os teus pontos fortes. Se os teus produtos se centrarem em ingredientes específicos, podes escrever exatamente sobre o que esses ingredientes fazem e como contribuem para uma pele ou cabelo saudáveis. Talvez tenhas algumas dicas e truques para criar um programa de cuidados da pele. Pensa em todos os problemas que estás a tentar resolver com os teus produtos e como podes transformá-los em conteúdo útil para os teus clientes.

6. Cuidado com a pele SEO

Estima-se que um terço do teu tráfego pode vir da otimização dos motores de busca, por isso não é algo que deva ser negligenciado. O princípio básico do marketing SEO é garantir que os potenciais clientes que procuram produtos de cuidados da pele ou informações possam encontrar facilmente o teu site.

A otimização dos motores de busca é uma arte e uma competência a que algumas pessoas dedicam toda a sua carreira, mas não tens de ser um génio da SEO para começar.

A primeira coisa a fazer é determinar os termos de pesquisa que achas que vão trazer clientes ao teu site. Se começares a escrever “skincare” na barra de pesquisa do Google, já podes começar a ver quais são os termos de pesquisa mais populares.

Também podes utilizar ferramentas mais sofisticadas, como o Explorador de palavras-chave da Moz ou o Ahrefs, para identificar os termos de pesquisa que precisas de otimizar.

7. Começa a utilizar o marketing por SMS

SMS significa “short message service” (serviço de mensagens curtas), mas todos nós o conhecemos melhor como SMS. Enquanto as caixas de entrada de muitas pessoas estão cheias de e-mails promocionais, o marketing por SMS é uma excelente forma de eliminar o ruído e fazer chegar a sua mensagem diretamente aos telefones dos seus clientes.

Podes utilizar este método de marketing para promover produtos, anunciar vendas e descontos e fidelizar clientes. Segundo a Gartner, a taxa de abertura das mensagens SMS é de 98%, em comparação com 25% para o correio eletrónico.

A vantagem deste método é que, como se trata de um estilo de marketing opt-in, as pessoas que se inscrevem para receber mensagens de texto querem realmente ouvir-te. A tua lista de contactos pode ser mais pequena do que a tua lista de e-mails, mas contém os teus clientes mais fiéis.

A desvantagem é que o marketing por SMS pode ser dispendioso. A utilização de software de SMS pode custar entre 0,50 e 1,75 dólares por mensagem, mas pode compensar. A Bushbalm está a obter um retorno do investimento de 1,30 dólares por SMS enviado.

Das ideias à ação

Agora deves estar bem equipado para implementar o teu plano de marketing de cuidados da pele. Aprendeste a tirar o máximo partido das descrições dos teus produtos e a atrair mais visitantes para o teu site. Mas não fiques por aí! Continua a pesquisar o que as outras marcas de cuidados de pele estão a fazer e continua a experimentar.

FAQs sobre o marketing dos cuidados da pele

Como posso publicitar os meus produtos de cuidados da pele?

Há muitas formas de publicitar os teus produtos de cuidados da pele. Podes comercializar os teus produtos nas redes sociais, com segmentação SEO, com SMS, utilizando influenciadores ou com marketing de conteúdos. Podes tentar fazer publicidade nas redes sociais, como o Facebook ou o Instagram, ou comprar anúncios no Google.

Um negócio de cuidados da pele é rentável?

Podes fazer isso! Existem muitos exemplos de empresas de cuidados da pele bem sucedidas e um plano de marketing sólido pode ajudar-te a tornares-te uma delas.

Qual é o mercado-alvo dos produtos de cuidados da pele?

O mercado-alvo dos teus produtos de cuidados da pele varia em função do que vendes. Algumas marcas destinam-se a pessoas mais velhas com produtos de cuidados da pele anti-envelhecimento, enquanto outras fabricam produtos exclusivamente para homens.

Onde posso encontrar fabricantes de produtos de cuidados da pele?

Existem vários directórios de fabricantes de produtos de cuidados da pele a que pode aceder com uma simples pesquisa no Google. No mundo dos cuidados da pele, no entanto, é importante olhar cuidadosamente para os fabricantes. Procure críticas e testemunhos, peça referências e amostras de produtos de cuidados da pele.

Como é que determina o preço dos seus produtos de cuidados da pele?

Some os seus custos: quanto custa produzir o produto, mais as despesas gerais associadas, mais a sua margem de lucro. Examine os preços praticados pelos seus concorrentes e certifique-se de que os seus produtos se enquadram numa gama de preços razoável. Pode testar os preços no seu sítio Web para determinar a gama mais vantajosa em termos de rentabilidade e de volume de vendas.

Lançar a sua própria marca de cosméticos
a partir de hoje.

O SEU PROJECTO DE COSMÉTICA NA PONTA DOS DEDOS

Contacte o nosso especialista em produtos agora para escolher a sua gama de produtos e lançar a sua marca de cosméticos.

Catalogue
Services
Ressources
Contact